ITnerante

Estudos de TI para Concursos Públicos

Oi pessoal, após um ano de 2014 cheio de projetos pessoais, estou de volta nesse 2015 com um objetivo: participar ativamente da comunidade Itnerante. Para tanto, firmei um compromisso com nosso colega Professor Walter Cunha: Ao menos 01 artigo publicado por mês. Pois bem, nessa minha reestreia trarei um assunto que de vez em quando é cobrado em concursos de TI: a NBR ISO/IEC 12207:2009 (http://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=38643).

Veja que o “de vez em quando” quer dizer exatamente que a norma esteve presente nos seguintes editais recentes: CGE/PI 2014, CNMP 2014, DATAPREV 2014, TJ/AP 2014, TCE/RS 2014, TRF-4 2014, CETAM 2014, TRT-2 2013 e BACEN 2013. Ou seja, não dá pra desprezar, não é?

Com relação aos estudos, primeiramente, observo que esse 2009 no final do nome “por extenso” merece um pouco de explicação: questões mais antigas das bancas cobram a ISO/IEC 12207:1995 (traduzida no Brasil em 1998), cuja estrutura é um pouco diferente da norma atual. A norma atual, que iremos tratar aqui, é a brasileira NBR ISO/IEC 12207:2009, a qual é uma tradução da ISO/IEC 12207:2008.

Ou seja, fica a primeira dica: a não ser que o edital peça claramente a norma de 1995, eu estudaria a versão mais recente. Além disso, eu teria muito cuidado quando estudasse direto de sites de questões, pois irão aparecer questões da versão mais antiga e da versão mais nova, o que resultaria em grande possibilidade de confusão na cabeça do concurseiro!

Agora que sabemos qual norma estudar, precisamos saber o que estudar! Eu colocaria 03 coisas em um resumo sobre a norma:

  1. Do que ela trata.
  2. Onde ela pode ser aplicada.
  3. Quais são os processos.

Assim, teríamos:

Parte 01 do Resumo:

A NBR ISO/IEC 12207/2009 estabelece uma estrutura para processos de ciclo de vida de software, com uma terminologia bem definida, que pode servir de referência para a indústria de software. Aplica-se para a aquisição de sistemas e produtos de software e serviços; e para o fornecimento, desenvolvimento, operação, manutenção e desativação de produtos de software ou parte deles.

Ou seja, é uma norma que traz um monte de caixinhas que juntas formariam um processo de software.

Veja que a FCC já cobrou se o concurseiro saberia pra que serve a norma:

FCC - 2010 - TRF - 4ª REGIÃO - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação

Sobre a norma ISO/IEC 12207, considere:

I. Define objetivos, níveis de maturidade organizacional ou de capacidade de processo.

II. Provê uma estrutura para que uma organização defina seus processos.

III. Cobre também a garantia da qualidade, que se estende desde os produtos adquiridos ou fornecidos até a qualidade e melhoria dos processos de implementação.

Está correto o que consta em

a) I, apenas. b) I, II e III. c) I e II, apenas. d) II e III, apenas. e) III, apenas.

Nossa resposta é a alternativa D, pois além de prover uma estrutura para definição de processos de software, ela, como veremos, possui um processo de gestão da qualidade que torna a afirmativa III verdadeira.

A segunda parte do resumo nasce da questão a seguir:

FCC - 2013 - TRT - 15ª Região - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação

André trabalha no desenvolvimento de um software para o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região. Recentemente seu chefe cogitou adotar uma Norma que se aplica ao desenvolvimento de produtos de software. André foi o encarregado de escolher a Norma adequada. Pesquisou então a norma ABNT NBR ISO/IEC 12207:2009, que se aplica à aquisição de sistemas e produtos de software e serviços para o fornecimento, desenvolvimento, operação, manutenção e descontinuidade de produtos de software. André descobriu que esta Norma pode ser usada

I. Em um projeto, para ajudar a selecionar, estruturar e utilizar os elementos de um conjunto de processos de ciclo de vida estabelecidos que forneçam produtos e serviços. Desse modo, esta Norma pode ser usada na avaliação de conformidade do projeto para o ambiente estabelecido e declarado.

II. Por uma organização, para ajudar a estabelecer um ambiente de processos desejados. Esses processos podem ser sustentados por uma infraestrutura de métodos, procedimentos, técnicas, ferramentas e pessoal treinado. A organização pode empregar esse ambiente para realizar e gerenciar seus projetos e seus sistemas em andamento durante as fases do ciclo de vida. Desse modo, essa Norma pode ser usada para avaliar a conformidade de um conjunto declarado e estabelecido de processos do ciclo de vida de acordo com as necessidades.

III. Por um adquirente e um fornecedor, para ajudar a estabelecer um acordo em relação aos processos e às atividades. Esse acordo contempla os processos e atividades desta Norma que são selecionados, negociados, acordados e executados. Desse modo, esta Norma pode ser usada para orientar a definição do acordo.

IV. Por organizações avaliadoras e avaliadores credenciados, para realizar avaliações que possam ser usadas para obtenção de certificação oficial. Esta Norma fornece um conjunto definido de processos para que a organização obtenha certificação ISO/IEC no prazo máximo de 1 ano.

Está correto o que se afirma APENAS em

a)      I, II e III.  b) I e II.  c) III e IV.  d) II, III e IV.  e) IV.

Temos apenas um errinho na Afirmativa IV, pois nosso examinador copiou e colou o texto pura da norma (pelo menos não foi cópia da wikipedia kkk) em todas as afirmativas, sendo que na IV adicionou um limite de tempo para a certificação, coisa que não tem na norma.

Daí eu deixaria o seguinte no resumo:

Parte 02 do resumo:

A norma pode ser utilizada por:

- Uma organização, para ajudar a estabelecer um ambiente de processos desejados.

- Um projeto, para ajudar a selecionar, estruturar, e utilizar os elementos de um conjunto de processos de ciclo de vida estabelecidos que forneçam produtos e serviços.

- Um adquirente e um fornecedor, para ajudar a estabelecer um acordo em relação aos processos e as atividades.

- Por organizações e avaliadores, para realizar avaliações que possam ser usadas para apoiar a melhoria de processos organizacionais.

Por fim, temos que decorar os processos propostos pela norma e sua classificação, se quisermos acertar a maioria das questões existentes sobre a norma. Se não acredita que precisa decorar, observe 02 questões do CESPE:

CESPE - 2013 - TCE-RO - Analista de Informática

Com relação à norma ISO/IEC 12.207, julgue os itens a seguir.

A criação, pela organização, da infraestrutura necessária à execução dos outros processos faz parte do processo de gerência, classificado como um processo primário.

CESPE - 2013 - TCE-RO - Analista de Informática

Com relação à norma ISO/IEC 12.207, julgue os itens a seguir.

O processo de documentação, essencial durante as atividades de desenvolvimento e manutenção de software, é classificado como um dos processos de apoio.

O gabarito das duas questões é, respectivamente, E e C e teríamos acertado as questões se decorássemos nossa terceira parte do resumo:

Parte 03 do Resumo:

* ligeiramente inclinada devido a problemas de escaneamento :D

Daí podemos finalizar esse artigo avaliando a seguinte questão: vale a pena estudar a norma, tendo em vista que ela está aparecendo no edital? Depende!

Se você está em um nível de maturidade que já consegue acertar 80% das questões dos assuntos que são dívida (em engenharia de software, eu poderia citar a UML, APF, engenharia de requisitos, testes, entre outros) e acha que chegou a hora de avançar sobre o desconhecido... chegou a hora! Adquira uma cópia da norma (algo muito difícil de se encontrar no google, deixo meu aviso aqui :P) e faça seu resumo! A ISO vem sendo cobrada paulatinamente nos editais mais recentes e uma questãozinha que só você acerte pode lhe dar os pontos que faltariam para a sua aprovação.

Agora, se você é um concurseiro novinho (com menos de 01 ano de estudo sério), aconselho apenas a dar uma passada nos processos da norma, colocando-os lá no lado dos processos do COBIT, ITIL, PMBOK e afins que você olha todo dia desesperado tentando decorar tudo :P

É isso, pessoal! Espero que vocês tenham gostado do artigo! Caso positivo, comenta aí! Caso negativo, comenta também :P! Se tiver alguma dúvida, pode comentar também :P:P Escrevi alguma besteira? Manda um comentário que eu arrumo :P:P:P

Exibições: 8457

Comentar

Você precisa ser um membro de ITnerante para adicionar comentários!

Entrar em ITnerante

Comentário de Leonardo em 21 julho 2017 às 17:36

Muito bom o seu resumo. Obrigado!

Comentário de Maurício Rocha Bastos em 12 setembro 2015 às 22:00

Escrevi para os autores sobre a constatação abaixo, sugirindo que, uma vez que, como vimos, não é o foco atualizar as normas, que notas informativas sobre novas versões sejam inseridas. Arangon respondeu de imediato, dizendo que estudarão a possibilidade de que, na nova impressão da atual edição, sejam inseridas tais notas. Infomou também que "o livro sofre revisões conforme as mudanças nos principais modelos, tais como COBIT, ITIL e PMI."

Abs,

Comentário de Civio Couto de Oliveira em 12 setembro 2015 às 17:50

Obrigado Vitor!

Realmente foi vacilo do Aragon não atualizar a ISO 12.207 para a versão de 2008 (2009 em português)!

Comentário de Vitor Almeida em 9 setembro 2015 às 16:26
Valeu Maurício!

Rodrigo, só vi seu comments agora! Posso dizer que vc não se identifica mais com o penúltimo parágrafo?

Meu querido Professor Gustavo Vilar, você é o cara!
Comentário de Maurício Rocha Bastos em 9 setembro 2015 às 15:44

Legal Vitor. O quadrinho ajudou bastante (fica tranquilo, pois até as labels dos Johnnie Walker são inclinadas). Deixo apenas um comentário para alertar aos colegas. Quem tem o livro Implantando a Governança de TI, dos autores Aguinaldo Aragon Fernandes e Vladimir Ferraz de Abreu, tomem cuidado, pois, infelizmente, mesmo na última versão (4ª edição, 2014), não cuidaram de atualizar o item 8.3 que trata desta norma. Lamentável.

Comentário de Rodrigo Pimenta em 2 abril 2015 às 11:29

Obg, muito útil!

Me identifiquei com o penúltimo parágrafo.. rsrs

É muuuuita coisa, mas vamos lá!

Comentário de Gustavo Pinto Vilar em 5 março 2015 às 13:52

Pois é comandante, independentemente da vocação para desenvolvimento ou infra, se o assunto estiver no edital, o concurseiro safo tem que se adaptar. Parabéns.

Comentário de Vitor Almeida em 8 janeiro 2015 às 21:52

Oi Priscila. Na wikipedia temos a versão de 1995. O processo de aquisição, por exemplo, era fundamental e agora é um processo contratual. Daí fica um alerta: Se é prova da FCC e se no edital não tiver o ano, pode cair a de 1995 :)

Valeu, Carla!

Comentário de Carla Rodrigues em 8 janeiro 2015 às 18:58

Também achei o artigo muito bom, prof. Vitor!

E que venham os próximos... :-)

Comentário de Priscila Moreira em 8 janeiro 2015 às 18:32

O resumo tá muito bom. :D

Só fiquei com uma dúvida nessa versão 2009 da ISO, pelo jeito não existe mais os processos fundamentais, Certo?

Achei a definição na Wikipédia :P

http://pt.wikipedia.org/wiki/ISO/IEC_12207

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Walter Cunha.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço